sábado,

13/07/2024

Joinville/SC

“Teremos candidato a prefeito”, diz Fernando Krelling sobre eleição em Joinville

No dia do seu aniversário de 42 anos, o Deputado Estadual Fernando Krelling anunciou que o MDB, partido que já teve cinco prefeitos em Joinville ao longo da história, terá um candidato a prefeito na cidade.

O anúncio foi feito na noite desta quinta-feira (27), com a presença de aproximadamente 1000 pessoas na Yelo Stage.

Durante o evento, Fernando Krelling recebeu um presente da Senadora Ivete da Silveira: uma camisa do Joinville Esporte Clube.

Em seu discurso, ele expressou emoção ao subir ao palco sem a presença de seu pai, Nilton Krelling, falecido no final de março deste ano.

Fernando destacou a importância de um partido grande estar preparado para grandes desafios, comparando-o a um time que precisa jogar em campeonatos de alto nível para evitar quedas para divisões inferiores.

Formado em Educação Física e Gestão Pública, Fernando Krelling tem uma trajetória política que inclui a presidência da Fundação de Esportes e Lazer de Joinville.

Carreira Política

Krelling iniciou a vida política em 2012, quando se candidatou a vereador de Joinville pelo MDB. Krelling recebeu 1.828 votos.

Entre janeiro de 2013 e março de 2016, durante a gestão de Udo Döhler, foi presidente da Fundação de Esportes, Lazer e Eventos de Joinville.

Nas eleições de 2016, Krelling concorreu novamente a uma vaga na câmara municipal de Joinville, sendo eleito com 10.523 votos, se tornando o vereador mais votado da história de Joinville.

Assumiu o mandato no dia 1 de janeiro de 2017 e no mesmo dia foi eleito presidente da câmara de vereadores de Joinville, por 18 votos a 1.

Krelling permaneceu no cargo até 31 de janeiro de 2019.

Nas eleições de 2018, Krelling foi eleito com 44.356 votos como Deputado Estadual. Assumiu o mandato de fevereiro de 2019, ocupando o cargo atualmente.

Em outubro de 2019, Krelling assumiu a presidência do MDB em Joinville.

No dia 15 de setembro de 2020, Krelling foi oficializado como o nome do partido na disputa pela prefeitura da cidade nas eleições de 2020.

Em 6 de outubro, ele se licenciou do cargo de deputado estadual para se dedicar à campanha eleitoral. Krelling não conseguiu passar para o 2.º turno, terminando a disputa em 3.º lugar, com 48.886 votos.

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo