sábado,

20/07/2024

Joinville/SC

CBEA de Joinville atende animais resgatados em canil clandestino e prepara para adoção

 

Os 221 animais encontrados na última quarta-feira (20/3), em um canil clandestino que funcionava em Pirabeiraba, estão sendo acompanhados pelo Centro de Bem-Estar Animal (CBEA) da Prefeitura de Joinville.

Mais da metade dos animais já foi retirada do local e levada para o Centro de Bem-Estar Animal.

Os demais, que têm porte maior e vivem em matilha, ainda permanecem no imóvel, mas estão sendo acompanhados diariamente por profissionais do CBEA que vão ao local para alimentar e fazer os atendimentos necessários.

De acordo com a gerente do CBEA, Elisabet de Sousa Mendes, a primeira ação foi microchipar todos os animais encontrados no local.

Em seguida, foram priorizados os atendimentos aos casos mais graves, como fêmeas com crias mais recentes e animais com problemas de pele.

“Logo que chegamos ao local, microchipamos todos os animais e fizemos um mutirão de limpeza para lavar as baias com lava jato e produtos de limpeza.

Priorizamos transferir os animais mais graves, mas mais da metade dos animais já está no CBEA.

Já passaram por consultas, atendimentos e, após a realização dos exames, os que estiverem aptos serão encaminhados para vacinação e castração em clínica conveniada ao município”, explica Elisabet.

Segundo a gerente, os animais encontravam-se em condições precárias e insalubres, em meio à sujeira e submetidos a condições de maus tratos, como matrizes já idosas e com sinais de exaustão.

 

“Havia sacos de ração mofada, seringas descartadas abertas, animais em baias com fezes e urina, um odor insuportável.

Mãezinhas exaustas, amamentando as suas crias e filhotes de outras ninhadas, inclusive de cães de outras raças”.

Amor com responsabilidade

Após passarem por todos os acompanhamentos necessários, os 221 animais recolhidos pelo CBEA serão destinados à adoção.

Entre eles, há cães de pequeno e médio porte de diversas raças.

As pessoas interessadas em dar um novo lar a esses animais precisam estar cientes de suas responsabilidades.

Um desses compromissos é a assinatura do Termo de Fiel Depositário.

Como os cães foram resgatados por determinação judicial, ao final do processo, existe a possibilidade da Justiça determinar a devolução da guarda dos animais ao antigo tutor.

Outra questão a ser avaliada pelos novos tutores está relacionada aos cuidados com a saúde dos cães que, muitas vezes, precisam de acompanhamento veterinário regular.

“Devido às características da própria raça, alguns cães possuem problemas oculares, respiratórios e de pele.

Por isso, além de amor, a família precisa estar pronta para oferecer esses cuidados que demandam tempo e recursos financeiros”, reforça a gerente do CBEA.

Como adotar

As pessoas interessadas em dar um novo lar a um dos animais, devem registrar uma Ouvidoria no site da Prefeitura de Joinville, ou pelo aplicativo Joinville Fácil, manifestando interesse em adotar um dos animais resgatados.

À medida em que os cães receberem alta médica, estiverem castrados ou com possibilidade de fazer a recuperação do pós-operatório em casa, serão disponibilizados para adoção.

A partir de então, o próprio CBEA entrará em contato com as famílias para agendar entrevista e fornecer todas as orientações necessárias sobre o processo de adoção e os cuidados com o animal.

Os interessados deverão apresentar documento de identificação pessoal, comprovante de residência e irão assinar o Termo de Fiel Depositário.

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo