domingo,

21/07/2024

Joinville/SC

Agentes Comunitários de Saúde de Joinville orientam população sobre o mosquito Wolbito

Agentes comunitários de saúde estão trabalhando na orientação da população sobre o método Wolbachia, projeto internacional de enfrentamento à dengue implantado em Joinville.

As orientações acontecem durante as visitas domiciliares e, também, nos acolhimentos e ações realizadas nas Unidades Básicas de Saúde Família (UBSFs).

Para esse trabalho, agentes comunitários de 28 Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) foram capacitados por técnicos da Fiocruz.

A ação faz parte da etapa “Engajamento Comunitário” do projeto.

De acordo com a coordenadora da UBSF Ulysses Guimarães, Danielly Santos, durante as abordagens os agentes explicam à população sobre o Wolbito, o mosquito que recebeu a bactéria Wolbachia e que reduz a capacidade de transmissão de doenças como a dengue, zika e chikungunya, além de conscientizar sobre a eficácia e segurança do método.

Eles também reforçam para a comunidade a importância de manter os cuidados de combate ao Aedes aegypti.

“Precisamos que entendam que o método é seguro e sustentável.

O Wolbito é uma ferramenta de suporte no combate à dengue, por isso os cuidados de prevenção como uso de repelente e eliminação de recipientes com água parada, tem que continuar.

Até porque não é possível distinguir o mosquito com Wolbachia do mosquito selvagem”, explica Danielly.

Para a dona de casa Jacinta Vieira, o Wolbito é uma novidade que deve ser bem recebida por todos, mas que as pessoas precisam continuar a fazer a sua parte.

“O Wolbito vai ser muito bem-vindo porque vai trazer mais segurança para nós e ainda tem muita gente com casos de dengue.

E quanto mais as pessoas tiverem a consciência de que precisam cuidar da sua casa, do seu terreno, é sinal que não vamos ter dengue”, reforça.

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo