sábado,

13/07/2024

Joinville/SC

Secretaria de Saúde reforça orientações no Dia do Uso Racional de Medicamentos

Neste ano, o Dia do Uso Racional de Medicamentos, 5 de maio, traz como um dos temas principais a resistência aos antimicrobianos (AMR), uma ameaça à eficácia de medicamentos como antibióticos, antivirais, antifúngicos e antiparasitários.

De acordo com Ana Cláudia Schuch, gerente de Assistência Farmacêutica e Laboratório Municipal da Secretaria da Saúde de Joinville, os antimicrobianos são medicamentos utilizados no tratamento de infecções bacterianas.

Porém, como nem todas as infecções são causadas por bactérias, o uso indiscriminado desses medicamentos podem comprometer o resultado dos tratamentos.

“O uso indiscriminado de medicamentos antimicrobianos pode causar mutações nos micro-organismos, provocando o aparecimento de micro-organismos resistentes e consequentemente dificultando o tratamento de futuras infecções”, alerta Ana Cláudia.

Os antimicrobianos fazem parte de um dos grupos de medicamentos controlados pela legislação brasileira e são dispensados pelo profissional farmacêutico mediante retenção de receita.

Já os Medicamentos Isentos de Prescrição (MIP) ou os “Over-the-counter” ou “sobre o balcão” (OTC) são isentos de receita médica. Entre eles estão os analgésicos, medicamentos para alívio sintomático de resfriados e multivitamínicos.

Mas Ana Cláudia orienta: “Mesmo que sejam de venda livre não estão isentos de riscos e devem ser utilizados com cautela. Por isso, seu uso deve ser sempre sob a orientação do profissional farmacêutico”.

Vale destacar que as farmácias/dispensários das Unidades da Secretaria de Saúde do município somente fornecem medicamentos mediante apresentação de receita, mesmo se tratando de medicamentos de venda livre.

Anualmente, a Comissão de Farmácia e Terapêutica (CFT) da Secretaria da Saúde de Joinville promove uma atualização em farmacologia para os médicos e farmacêuticos da Atenção Primária à Saúde. Além disso, os farmacêuticos da rede realizam regularmente palestras para a comunidade com o objetivo de promover o Uso Racional de Medicamentos (URM).

Automedicação pode agravar a dengue

Um dos exemplos em que a automedicação pode causar agravamento da doença é a dengue. Como um dos sintomas mais comuns é a dor no corpo, é usual que o paciente recorra a medicamentos como o Ácido Acetilsalicílico (AAS) e outros anti-inflamatórios, como ibuprofeno, diclofenaco e nimesulida.

“Em caso de suspeita de dengue, o uso desses medicamentos é contraindicado, pois pode aumentar o risco de sangramento. É essencial que o paciente procure atendimento médico quando estiver com sintomas de dengue, a fim de que tenha a confirmação do diagnóstico e orientação correta do tratamento”, reforça Ana Cláudia.

A campanha alusiva ao Dia do Uso Racional de Medicamentos é realizada pelo Conselho Regional de Farmácia de Santa Catarina (CRFSC) e pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF) e tem apoio da Prefeitura de Joinville, por meio da Secretaria da Saúde.

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo