sábado,

20/07/2024

Joinville/SC

Pix quebra recorde: Mais de 220 milhões de transações em um dia

O sistema de transferências instantâneas do Banco Central do Brasil, conhecido como Pix, alcançou um marco histórico na sexta-feira, dia 5 de julho.

Pela primeira vez desde sua criação em novembro de 2020, o Pix registrou mais de 220 milhões de transações em apenas 24 horas.

Neste dia específico, foram realizadas 224,2 milhões de transferências via Pix para usuários finais. Além do recorde em número de transações, o sistema também atingiu um novo pico em volume financeiro, totalizando R$ 119,4 bilhões movimentados em um único dia.

Em comunicado oficial, o Banco Central destacou a relevância desses números como prova da importância do Pix como uma infraestrutura digital pública.

O sistema não apenas facilita as transações financeiras, mas também promove a inclusão financeira, incentiva a inovação e fortalece a concorrência no setor de pagamentos no Brasil.

Antes deste recorde, o máximo diário registrado era de 206,8 milhões de transações, alcançado em 7 de junho.

Crescimento e adoção do Pix

Desde seu lançamento até o final de junho, o Pix acumulou 165,8 milhões de usuários, conforme dados estatísticos mais recentes. Desse total, 151,8 milhões são pessoas físicas e 14,63 milhões são pessoas jurídicas. Em maio, o sistema já havia ultrapassado a marca de R$ 2,13 trilhões em valores movimentados.

O sucesso do Pix reflete não apenas sua conveniência e rapidez, mas também seu impacto significativo na modernização do sistema financeiro brasileiro, tornando-se uma ferramenta fundamental para milhões de usuários e empresas em todo o país.

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo