sábado,

13/07/2024

Joinville/SC

Justiça por Joca: tutores realizam protesto no Aeroporto de Joinville

Uma onda de solidariedade e indignação tomou conta do Aeroporto Lauro Carneiro de Loyola em Joinville neste sábado (27), em resposta ao trágico incidente envolvendo o cão Joca, que comoveu todo o país na última segunda-feira (22) devido a um caso grave de negligência animal.
a

Joca, um cachorro de estimação, perdeu a vida após ser submetido a uma viagem desastrosa pela companhia aérea Gol, sendo transportado erroneamente duas vezes no mesmo dia entre São Paulo e Fortaleza.

O animal acabou passando oito longas horas na aeronave, enquanto possuía apenas um atestado para um período de 2h30.a

Manifestação em Joinville

Os manifestantes reunidos destacaram veementemente que situações como essa não podem mais ser toleradas e que os animais transportados não são meros objetos, mas sim membros queridos das famílias.

Nota da CCR

Em meio aos apelos por justiça e mudanças no tratamento de animais em trânsito, a assessoria de imprensa do Grupo CCR, responsável pela administração do Aeroporto de Joinville, assegurou estar monitorando de perto as manifestações para garantir a segurança de todos os presentes no terminal, sem comprometer as operações em curso.

A comoção e o protesto pacífico estenderam-se por cerca de uma hora.

Cão Joca

O cão Joca, de 5 anos, da raça Golden Retriever, morreu na última segunda-feira (22), após uma falha da companhia aérea Gol.

Seu destino era Sinop (MT), mas Joca acabou sendo embarcado por engano em outro voo com destino à Fortaleza (CE). Ao total, a viagem do cão que duraria menos de três horas, acabou durando cerca de oito horas.

Tutor

O dono do Joca, João Fantazzini, disse que o Golden possuía um atestado para apenas o período da viagem para Sinop.

O cão acabou não suportando toda a movimentação. Ele ficou cerca de meia hora esperando o próximo voo para São Paulo, em um ambiente quente e sem comida e o tempo todo dentro do canil de transporte. A companhia esclareceu que foi oferecida água ao animal.

Conforme o atestado de óbito, Joca morreu por uma parada cardiorrespiratória, mas os motivos ainda não foram esclarecidos.

Em nota, a companhia aérea esclareceu que o Golden recebeu os cuidados necessários e que morreu em sua chegada ao aeroporto.

Nota da Gol na íntegra:

 

“A GOL lamenta profundamente o ocorrido com o cão Joca e se solidariza com a dor do seu tutor. A Companhia informa que o cão Joca deveria ter seguido para Sinop (OPS), no voo 1480 do dia 22/04, a partir de Guarulhos (GRU), porém, por uma falha operacional o animal foi embarcado em um voo para Fortaleza (FOR).

Assim que o tutor chegou em Sinop, foi notificado sobre o ocorrido e sua escolha foi voltar para Guarulhos (GRU) para reencontrar o Joca.

A equipe da GOLLOG na capital cearense desembarcou o Joca e se encarregou de cuidar dele até o embarque no voo 1527 de volta para Guarulhos (GRU). Neste período, foram enviados para o tutor registros do Joca sendo acomodado de volta na aeronave. Infelizmente, logo após o pouso do voo no aeroporto de Guarulhos (GRU), vindo de Fortaleza, fomos surpreendidos pelo falecimento do animal.

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo