sexta-feira,

12/07/2024

Joinville/SC

Jogos Estudantis de Joinville terão a participação de aproximadamente 5 mil atletas

A cidade chega a 25ª edição dos Jogos Estudantis de Joinville, o Jeville. A cerimônia de abertura foi no Centreventos Cau Hansen, na sexta-feira (12/4) e reuniu centenas de atletas.

Participaram da abertura do Jeville 45 instituições de ensino, que representaram todas as que vão disputar esta edição.

Estavam presentes 23 Escolas Municipais, 14 Estaduais e 8 Particulares.

Nesta edição participam cerca de 5 mil atletas e paratletas. Serão 18 modalidades esportivas.

As competições começam nos dias 23 e 24 de abril com disputas de basquete 3×3.

“Não poderíamos fazer o Jeville sem a participação das escolas. Todos juntos pensando o esporte como um instrumento educacional.

Um dos principais pilares do Jeville é essa questão do respeito, do caráter, da ética que o esporte vai ajudar a desenvolver”, diz o secretário de Esportes de Joinville, Douglas Steffen.

“O esporte além de desenvolver toda a parte corporal, contribui e é um aliado da aprendizagem.

A gente vê que muitos estudantes que participam de atividades esportivas tem um bom rendimento também em sala de aula.

Além disso, é uma oportunidade para desenvolver talentos em diversas modalidades esportivas”, afirma Cleberson de Lima Mendes, diretor executivo da Secretaria de Educação.

A cerimônia teve a entrada das bandeiras conduzidas pelos alunos do Ensino Médio do Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires.

O Hino Nacional Brasileiro foi executado pela Banda Jovem do Polo de Produção Musical da Associação Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville, sob a regência de Geraldo Garcia da Rosa.

O juramento dos atletas foi feito por Francisco Belli Mattei, atleta de voleibol, do Colégio Santo Antônio. Houve também um momento para o juramento dos árbitros.

Acendimento da tocha olímpica

O desfile de revezamento do fogo simbólico começou com Rafaela Fernandes de Oliveira, atleta de futsal e futebol da EEB Professor Rudolfo Meyer.

Ela foi convocada para o Campeonato Mundial Escolar de Futebol na China, em maio deste ano.

O revezamento da tocha continuou com Lais Schott do Amaral, atleta de vôlei de praia do Colégio Bom Jesus que foi convidada a participar do Campeonato da Seleção Brasileira de Vôlei de Praia, em Saquarema, Rio de Janeiro.

O fogo simbólico foi conduzido então por Amanda Ribeiro Jablonski, da Escola Municipal Agrícola Carlos Heinz Funke. Amanda ficou em primeiro lugar no Jeville 2023, nas modalidades futsal e futebol e segundo lugar, no vôlei e tênis de mesa.

Quem acendeu a tocha olímpica foi Edenilson Floriani, atleta Paralímpico de atletismo desde 2016.

Edenilson é o atual recordista mundial no lançamento do dardo e recordista das Américas no arremesso de peso.

O atleta participou dos Jogos Paralímpicos de Tóquio, dos Jogos Parapan-Americanos de Santiago no Chile em 2023 e conquistou a medalha de ouro no arremesso de peso e a medalha de ouro no lançamento de dardo.

No Mundial de Atletismo Paralímpico em Paris 2023, ele conquistou a medalha de 3º lugar no arremesso de peso. Edenilson foi convocado para representar o Brasil no Mundial de Atletismo na França, em 2023.

Apresentações culturais e esportivas

A cerimônia também contou com a apresentação da Associação de Ginástica Rítmica de Joinville, com atletas da base e de alto rendimento.

A equipe foi fundada há 45 anos pela professora Mônica Bortolon Cruz e hoje é uma referência na modalidade no Brasil.

Ao longo dessas quatro décadas, a equipe conquistou inúmeros títulos estaduais, nacionais e internacionais, além de convocação de ginastas de Joinville para a seleção brasileira.

Em sequência, o público conferiu uma apresentação do Projeto GW Dance da Escola Municipal Prefeito Geraldo Wetzel.

O projeto ganhou premiações em festivais de dança, como o Festival de Dança Catarina.

Por fim, foi realizada a apresentação do grupo de dança do Colégio Santo Antônio, com a coreografia: “Samba? Maracatu? A Pluralidade Brasileira, da coreógrafa Márcia Moreira.

Expectativa das escolas

Os Jogos Estudantis de Joinville têm como objetivo desenvolver o intercâmbio sócio-esportivo entre as escolas, valorizar os profissionais de Educação Física e estimular o esporte como uma prática para o desenvolvimento do ser humano.

Na Escola Municipal Agrícola Carlos Heinz Funke, os alunos já estão se preparando para a disputa das modalidades.

“A gente está com a base do ano passado e vamos continuar fazendo o trabalho que já vimos desenvolvendo. A expectativa está ótima.

O esporte traz para os alunos além da questão da saúde, toda a questão de respeito a regras e disciplina”, comenta do professor de Educação Física, Dolizete Nascimento.

A preparação também está ocorrendo nas escolas particulares.

“O Bom Jesus tem um histórico de se preparar bem para as modalidades, fomos campeão geral, com uma tradição dentro de Joinville.

Estamos nos preparando com treinamento dos alunos desde o início das aulas. A gente vai participar de todas as modalidades “, conta o professor de Educação Física Alberto Rodrigues Holanda.

Durante a cerimônia de abertura, a melhor torcida é premiada e a escola larga na frente na pontuação. Este ano, a escola que levou o troféu de melhor torcida foi a Escola Municipal Presidente Castello Branco.

 

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo