sexta-feira,

12/07/2024

Joinville/SC

Força Aérea Brasileira investiga acidente aéreo em Garuva

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), órgão central do Sistema de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SIPAER), localizados em Brasília (DF), já está conduzindo uma investigação sobre o trágico acidente aéreo ocorrido em Garuva, que resultou na morte de duas pessoas.

Geraldo Cláudio de Assis Lima, o piloto, e Antônio Augusto Castro, passageiro e proprietário da aeronave modelo Baron 95-B55, de matrícula PS-BDW, perderam a vida na queda.

O bimotor havia partido de Governador Valadares, em Minas Gerais, com destino a Florianópolis, Santa Catarina.

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar, a aeronave, por razões ainda desconhecidas, decidiu descer no aeroporto de Joinville.

No entanto, após uma tentativa de arremetida, a aeronave caiu na região de Barrancos.

O último contato do piloto com a equipe de controle aéreo ocorreu por volta das 18h, mas foi perdido poucos minutos depois.

As buscas pelos destroços do avião foram realizadas durante a madrugada pela FAB.

A descoberta do avião ocorreu após um foco de incêndio ser detectado na área.

Após a localização dos destroços, equipes do Corpo de Bombeiros Militar e da Defesa Civil conseguiram acessar o local do acidente.

Equipes de socorro, auxiliado por uma viatura 4×4, enfrentou o desafio de abrir uma trilha de cerca de 20 minutos a pé para chegar aos destroços da aeronave. 

A aeronave estava em conformidade com as regulamentações de voo, conforme o sistema de consulta do Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), mantido pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

O avião estava registrado sob a propriedade da Conserva de Estradas LTDA e tinha capacidade para transportar até seis pessoas.

A FAB está agora empenhada em apurar as causas do acidente, analisando todos os dados disponíveis para entender os fatores que levaram à queda da aeronave.

A investigação inclui a revisão dos registros de manutenção do avião, a análise das comunicações de voo e a avaliação das condições meteorológicas no momento do acidente.

A tragédia em Garuva destaca a importância contínua da segurança na aviação e a necessidade de rigor nas investigações para prevenir futuros acidentes. As autoridades seguem comprometidas em fornecer respostas e garantir que medidas adequadas sejam tomadas para evitar que incidentes semelhantes ocorram.

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo