sábado,

20/07/2024

Joinville/SC

Como saber se fazer análise será benéfico

Podcast Caminho do Meio desta segunda vai responder

 

Não me sinto bem, não estou feliz e não sei bem os motivos.

O fato é que não estou legal e acredito que não consiga sair dessa sozinho. Às vezes, por outro lado, nem acho que o problema esteja em mim.

Nessas horas, me convenço de que o problema, se existe, está nos outros.

Se fosse resumir, diria que é um misto alternado de tristeza, insatisfação, desejos reprimidos, inconformismo, estados alterados de humor e expectativas não concretizadas.

Embora não admita, percebo, lá no fundo, que tenho que buscar ajuda.
Como saber se preciso de análise e não de outra forma de terapia?

Ou mesmo de outra solução ou auxílio? Devo bater à porta de um terapeuta? Quem? Por que as pessoas procuram psicanálise? Meu caso é para médico, psicólogo ou psicanalista?

Essas são algumas das inquietações e dúvidas que assaltam o candidato a paciente ou, quase sempre e principalmente, as pessoas no entorno dele, preocupadas com sua saúde, segurança, bem-estar e felicidade.

Estudos recentes têm mostrado que a psicanálise é eficaz em tratar uma variedade de problemas psicológicos e emocionais, proporcionando benefícios duradouros em comparação com outras formas de terapia.

A psicanálise é especialmente útil para explorar questões profundas e complexas com raízes no inconsciente.

Se você sente que precisa, sobretudo, reconhecer e entender os seus problemas, ou se acha que tratamentos mais superficiais não estão funcionando, a análise surge como boa escolha.

Quando bem orientadas, as pessoas buscam a psicanálise para entender os processos inconscientes que influenciam seus comportamentos e emoções.

Também para tratar transtornos como ansiedade e depressão, nos quais o entendimento das causas é fundamental para o abrandamento ou cura.

Entre outros fins, a psicanálise é usada para tratar transtornos de personalidade e trabalhar questões em relacionamentos pessoais e familiares.

Variadas abordagens permitem esclarecer conflitos internos que afetam as interações e a convivência.

Outro relato corriqueiro nas clínicas refere-se a traumas de infância, que não raramente impactam relacionamentos na fase adulta.

PERDAS E CRISES

Eventos significativos, como luto, separações, importantes mudanças de vida, ativam a curiosidade, acendem a necessidade de buscar alívio, que se dá muitas vezes na psicanálise, no aprender a lidar com as emoções.

Problemas de saúde que não têm explicação médica clara (sintomas psicossomáticos) frequentemente encontram na psicanálise uma forma para entender a ligação entre mente e corpo.

Algumas pessoas, no entanto, recorrem à psicanálise não necessariamente por problemas específicos, mas para obter maior autoconhecimento e crescimento pessoal.

Segundo especialistas, a psicanálise pode facilitar o desenvolvimento emocional e a compreensão das próprias motivações e desejos.

CARREIRA EM EXPANSÃO COM FORMAÇÃO EM JOINVILLE

No Podcast Caminho do Meio desta segunda, 8 de julho, o jornalista Geraldo Lion vai conversar com Mariane Rohenkohl, presidente e diretora clínica do Universo Psicanalítico de Joinville, instituição dedicada a formar profissionais capacitados a empregar o conhecimento teórico, o método e as técnicas psicanalíticas para aliviar o sofrimento emocional e promover o florescimento psíquico.

Saiba mais sobre o curso no programa.

SERVIÇO

O quê? Podcast Caminho do Meio
Quando? Segunda, 8 de julho de 2024, 20 horas, ao vivo
Onde? Redes do Portal Aconteceu em Joinville: YouTube, Facebook e Instagram

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo